Opinião do leitor

Opiniões de leitores de DesapEGO Livro, compilados a partir de mensagens recebidas pelo WhatsApp, Messenger, postagens e comentários do Facebook.



Uma profunda curiosidade habita o escritor: a de sentir a própria obra com o mesmo ineditismo com que o leitor a sente enquanto lê. A graça da surpresa, da epifania, da identificação, do interesse pelo devir nas páginas seguintes, do aconchego solidário das palavras ou do incômodo à reflexão. Sentimentos e emoções que não podem ser experimentados igualmente, até porquê, cada experiência de leitura é tão única quanto foi a de escrever. Há, porém, pontos em que leitor e escritor inevitavelmente se encontram: aqueles em que ambos percebem estarem lendo-se na empatia. É quando, à distância, conectados pelas palavras e transcendendo o tempo, um diz ao outro: eu sei o que você sentia. Sou grato a todos que me contam sua experiência de leitura, porque somente assim é possível conhecer o alcance da obra e o seu valor como um livro que merece ser lido. E mais do que isso, conhecer ao leitor, que ao deixar-se ser conhecido, se torna também um amigo.

– Gutto Carrer Lima




1


"Breve o tempo de uma vida pra esmiuçar todo o nosso inconsciente... Conhecer-nos já é tarefa tão árdua, de certo estamos a caminho... Gosto da forma que o texto flui, compreensível, sem breques. Vai envolvendo e diz a que veio. O tempo dessa caminhada nada significa dentro da questão maior que é a imortalidade da alma. Personas diversas embutidas num só pacote, muita coisa pra fuçar, pra descobrir, pra megulhar... Tem que ir tocando junto, pois a viagem por vezes é tão solitária que chega a dar um certo medo, mas trata-se de algo que precisamos fazer, este mergulho em nossos sentimentos e a tentativa e erro repetidas à exaustão... Muita escolha errada, muita decisão certa, ao menos as que foram "a coisa certa". O fato é que o difícil é escolher, é decidir, tocar o barco com o leme na mão, e enfrentar o vento forte e as vagas de um mar que engole nossa mais forte decisão. Adorei, tocou-me, inspirou-me, emocionou-me, fez o papel das palavras que a arte enche de vida e move a vida pra frente. Gosto da filosofia, gosto da reflexão, gosto do texto. Fez-me bem!! Obrigada Gutto Carrer Lima ''

– Louise Maria Alves Caldas, Rio de Janeiro/RJ






2

"Obra espetacular!! Tanto pra quem vivenciou junto com o autor algumas das histórias contadas, como é meu caso, quanto para quem lê a obra sem ter vivenciado. Uma verdadeira lição de vida!"

– Alvaro Henrique, São Paulo/SP






3

"Cecília Meireles dizia que 'até as pedras com o tempo mudam', então porque não podemos mudar? –Seu livro, Gutto, nos faz mudar, porque nos faz repensar, porque incomoda, gera desconforto e questionamentos. Ler sua trajetória de vida e alguns dos teus caminhos percorridos, bem como sua audácia e coragem de desapegar-se de certos contextos e convenções sociais tão arraigados em nós, inspira-me ainda mais a escrever. Seu livro é fonte inesgotável de inspiração. – Com lágrimas nos olhos e o coração repleto de leveza virei a última página essa manhã e agora passarei a uma segunda leitura para poder expor minha releitura. Grata por proporcionar essa possibilidade de reflexões, meu amigo!"

– Malu Silva, Varginha/MG






4

"Seu livro para mim é um livro de autoajuda real. Me identifiquei muito em vários capítulos. É um livro que nos faz refletir bastante!"

– Ceice da Matta, Volta Redonda/RJ






5


"Um dos pontos importantes que se trabalha ao analisar uma obra é a mensagem que o narrador está trazendo com a história. É fundamental separar o autor do narrador. Não se pode afirmar o que o autor quis dizer porque somente ele pode fazê-lo, mas o narrador, que pode ser em primeira pessoa, traz para o leitor mensagens explícitas ou implícitas. Como o seu livro é autobiográfico, fica mais fácil para o leitor leigo confundir o autor com o narrador. Você poderia colocar momentos que não existiram de fato, por exemplo, mas passaram em sua mente. Ou inventar momentos para dar mais colorido à sua narrativa. Você mescla narrativas cronológicas com outras que acontecem no psicológico. Clarice Lispector era mestre na narrativa psicológica. Difícil de analisar. Achei muito engraçado quando resolveram perguntar a Drummond o que significava a pedra no caminho e ele disse que era apenas uma pedra. Quando havia muitos tratados do que seria a pedra. Se partir de quem narra, essa análise pode ser feita, mas afirmar que Drummond quis dizer isso ou aquilo é erro. Quando leio o seu livro, sei que o Gutto está ali, autor, mas o narrador me traz material para que eu possa inferir o que eu quiser, sou livre nessa viagem. Na faculdade de Letras, não nos permitiam sair muito dos padrões analíticos dos grandes literatos. Eu ficava danada e até discordava, mas não havia uma relação democrática com os professores naquela época. Analisando o seu livro, fica muito bom passear pela história e pelas reflexões! Não fica denso demais e nem romance de banca de jornal. O seu livro é uma obra literária que deveria estar na lista dos indicados para cadeiras acadêmicas de quem lida com o ser humano. Você consegue trazer, sob todos os aspectos, uma retrospectiva da vida do personagem levando o leitor a sentir com muita emoção a sua própria história. Eu estou em profunda vivência do que já seria passado. Quanto mais se nega, mais se tem, mais persiste. O que importa mesmo é que entrar nessa vivência tem muito a ver com a leitura do teu livro que me preparou para esse momento. Você não traz verdades fechadas, por isso, seu livro causa isso! Você sempre foi escritor, só que a sua missão de vida apareceu claramente agora! Muito obrigada, grande guerreiro do bom coração! Ainda tem mais pela frente. Acho que você precisa escrever o Desapego 2. Que a sua obra seja sempre abençoada pela reflexão e com muito amor para que os leitores possam ser ajudados! Gratidão! Abraços!"

– Ana Maria Pupato, São Vicente/SP






6


"Chorei de verdade, não por tristeza, mas pela beleza poética e imortal do encontro de almas contemplanetárias. Obrigada sempre."

– Leda Araújo, Lagoa Santa/MG






7


"É uma obra curiosa... conta a vida do autor e nos leva à muita reflexão... Precisa ser digerida aos poucos. Dei boas risadas com algumas passagens tentando me colocar na situação. A forma como você narra os acontecimentos e ao mesmo tempo coloca uma mensagem na narrativa é brilhante! E que memória de elefante, hein?! Gosto muito dos textos! Você escreve muito bem e seu livro merece uma segunda leitura!"

– Fabricio Carrer, Bauru/SP






8


"Desapego apresenta uma capa gostosa de se tocar, sentir o trabalho artesanal. Lindo. Sei que ao ler temos tudo bem explicado. As citações são excelentes e dão vida à leitura. É um grande trabalho e desejo sucesso. Parabéns."

– Florinda Delgado, Rio de Janeiro/RJ






9


"Que delicia ler este livro! Estou me descobrindo com essa leitura, Buscava explicações sobre o porquê as pessoas buscam a felicidade de uma forma tão superficial. Está me ajudando a seguir em frente com tranquilidade. Não sei como cheguei até você, mas sou grata por estar tendo a oportunidade de aprender com o desapego. Estou indicando o seu livro para vários amigos. É a minha contribuição para que as pessoas tenham acesso a um trabalho tão lindo e importante. Obrigada!"

– Lena Piva, Limeira/SP






10


"Às vezes me dá impressão que você estava em crise existencial, acho que isto é normal em vocês, artistas. Mas em seguida você revela um insight que surge como solução. É muito interessante porque você não se atém somente no lado bom ou no lado mal das coisas, considera os acontecimentos sob vários pontos de vista fazendo a gente enxergá-los também."

– Lucia Borges, Rio Claro/SP






11


"Conheci a bela alma do poeta, suas dúvidas e anseios, sua coragem, seus receios e medos, seu êxito e vitórias, seus amigos... Apaixonei-me por Hanna, reconheci-me e identifiquei-me em Yumi... Muito obrigada, poeta, por desnudar sua alma e seus sentimentos fazendo-nos enxergar que no final das contas são muitas as semelhanças existentes entre nós - compartilhando suas experiências, motiva àqueles que andam por alguns caminhos sem imaginar onde chegarão. Seu triunfo traz a certeza de que há sim felicidade em se viver e sobreviver durante as ocasiões mais difíceis e regozijo na superação. Confiança em dias cada vez melhores ainda que alguns percalços insistam em nos desafiar durante nossa trajetória. Quanto à minha percepção, alegrei-me comigo mesma ao me aperceber que afinal estou começando a aprender a escutar às histórias e vidas das pessoas sem a pretensão de trazer soluções, conselhos ou opiniões de como poderiam ter agido numa ou noutra circunstância. Cabe a mim, humildemente respeitar e celebrar sua caminhada desejando que o Amor lhe traga tudo o que for Bom, Próspero e Belo! É fato que seu coração iluminado é, consagrado por todas as bênçãos que dEle emanam. Muito obrigada pela amizade, carinho, consideração! Muito obrigada por compartilhar seus mais nobres e profundos sentimentos em seu livro! Namasté!"

– Giselle Mauro Gonçalves, São Bernardo do Campo/SP






12

"Impressionada com essa dedicação, carinho, atenção Gutto Carrer Lima. Esse livro é incrível, principalmente por ter sido escrito por você! Amei. Te desejo todo sucesso do mundo e que muitas pessoas possam ter privilégio de conhecer e reconhecer seu trabalho."

– Ana Paula Anaya Reis, São Paulo/SP






13


"Gutto, ao pegar seu livro me emocionei e até chorei. Não sei explicar esse sentimento, me deu a sensação de que é mais que um livro (...) jamais vi um livro como o seu. Um capricho, lindo por fora e por dentro. Ao folhear as páginas rapidamente junto com meu filho, uma página parou que é a página 553: Tocando em frente. Meu filho ficou hipnotizado ao ver as páginas. Ele tem 23 anos, está com depressão pelo falecimento do irmão. E ao ver seu livro parecia que eu e ele estávamos diante de algo que seria divino. E juntos nos abraçamos e eu disse a ele que a mudança chegou. Alguém compartilhou essa mensagem da capa do livro no facebook, que eu vi às três horas da manhã: "Em algum momento sua vida foi interrompida? Seria possível retomá-la?" Esta mensagem foi o fechamento de um ciclo em minha vida. Ao iniciar a leitura entrei em um plano que não sei explicar. Estou lendo aos poucos e está me fazendo um grande bem. Algumas pessoas dizem que estou diferente e calma. Sua simplicidade é radiante e contagiante. Você fez algo que mudará alguma coisa em cada pessoa que ler sua história. Você quis dividir com as pessoas o que você viveu... o que aprendeu... o que sofreu... para que de alguma forma sirva de âncora para alguém. E que bom, eu sou uma dessas pessoas! Só tenho a te agradecer muito, porque seu livro é como se fosse um amigo que está aqui ao meu lado me orientando e me aconselhando em algo que ao longo dos meus 46 anos eu não aprendi. E que bom, eu tive tempo de aprender agora. Em uma semana algumas pessoas já notaram algo diferente em mim. Ele é completo. Já me pediram emprestado, mas estou em uma viagem ao ler o livro e essa viagem e só minha. E assim que eu terminar eu irei emprestar, pois você me ensinou compartilhar. ..ajudar...dividir... Agradeço por tudo. Não me canso de agradecer."

– Sara Sarinha, São Paulo/SP






14

"Minha esposa "sequestrou" o livro para ler também. Inteligente e talentoso. Um amigo que passou por dificuldades e até pensou em suicídio, resolveu escrever um livro como você. Vou recomendar a leitura a ele."

– Airton Teixeira, São Paulo/SP






15


"Certa noite, com o banco do carro reclinado, olhando o céu perdido entre as estrelas, segurando a mãozinha da minha neta, que ao meu lado dormia, pedia a Deus pela vida da minha filha. Ela na UTI, eu no carro com aquela garotinha de 11 anos, esperando o pior a qualquer momento. Você, sem me conhecer, aí onde minha alma faz a curva, se fez ouvir. Naquele momento, assim como em muitos outros, sua vida e voz se mesclam com a minha e com centenas de outras pessoas que possuem a chance de ler o que você escreve. Obrigada... – Você é especial...tem que sair da ostra e divulgar suas reflexões, ir além das páginas de um livro."

– Tereza Santo, Fairfield City, Ohio/USA






16


"Li alguns comentários de gente que leu ou está lendo o livro, achei ótimos. A reflexão que você usou em Desapego está agindo dentro de você, dá para notar. Você é autoconsciente. Nem todo mundo é assim, capaz de seguir os próprios processos internos da mesma forma que você faz. A mente costura tudo para fazer alguma lógica... Ler livros com começo, meio e fim é viver um pouco de lógica, pois na vida real, as histórias não são tão estruturadas assim. Falo de lógica quanto às interrupções constantes. Você é firmeza. Toda essa produção em cima do livro. Detalhista. Parece um virginiano, mas é um libriano como eu. Muito sucesso pra você, pois se depender de logística e articulação, Desapego vai ser o livro do ano. Obrigada! 

– Lucimara Vaz, Tangará da Serra/MT






17


"Tem muito para ler e cada página é uma lição de vida! Parabéns!

– Anibal dos Santos Lima, Florianópolis/SC






18

"Parabéns, Gutto!! Sensacional o jeito que expôs suas experiências de vida, suas dúvidas, suas fraquezas, suas dores, suas alegrias, enfim, suas emoções. A sua sensibilidade me encanta! Cada capítulo, cada pensamento, cada poema me fez sentir uma dorzinha no coração, acho que porquê todos temos a mesma essência. Peço que nunca pare de nos presentear com sua filosofia. Felicidades pra gente!!"

– Conceição Torini, Santo André/SP






19

"Obrigado Gutto Carrer Lima. Pelo carinho e atenção para fazer chegar até mim, essa obra prima de muito bom gosto. Sucesso e muita prosperidade na sua vida!

– Marciano Ambrosio Sad Fernandes, São Paulo/SP






20

"Já está comigo DESAPEGO em Espanha. Estou desfrutando muito dele e penso que ele também está feliz de estar comigo porque nos estamos desfrutando mutuamente. Gutto Carrer Lima, gracias, muito muito obrigado!!

– Rosangela Ferreira, Carrenque, Província de Toledo/Espanha






21

"Primo, estou apaixonada pelo livro. Recomendo! Estou feliz com a pontualidade, o carisma do autor e com o conteúdo do livro. Você é um excelente escritor! Parabéns!"

– Maria Margarida Carrer, Pirajuí/SP






22


"Minha gratidão Gutto Carrer Lima por tanto carinho e dedicação! Emocionante ver uma obra de arte feita à mão, bela e espetacular!"

– Larissa Carnecine, Rio Claro/SP










Gutto

Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

A que propósito atende DesapEGO - O Livro?

Buscar ou esperar o encontro?

Espectrum Filme

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: