Postagens

Opinião do leitor

Imagem
Opiniões de leitores de DesapEGO Livro, compilados a partir de mensagens recebidas pelo WhatsApp, Messenger, postagens e comentários do Facebook.

Uma profunda curiosidade habita o escritor: a de sentir a própria obra com o mesmo ineditismo com que o leitor a sente enquanto lê. A graça da surpresa, da epifania, da identificação, do interesse pelo devir nas páginas seguintes, do aconchego solidário das palavras ou do incômodo à reflexão. Sentimentos e emoções que não podem ser experimentados igualmente, até porquê, cada experiência de leitura é tão única quanto foi a de escrever. Há, porém, pontos em que leitor e escritor inevitavelmente se encontram: aqueles em que ambos percebem estarem lendo-se na empatia. É quando, à distância, conectados pelas palavras e transcendendo o tempo, um diz ao outro: eu sei o que você sentia. Sou grato a todos que me contam sua experiência de leitura, porque somente assim é possível conhecer o alcance da obra e o seu valor como um livro que merece ser lid…

Nota Biográfica do Autor: Gutto Carrer Lima

Imagem
José Augusto (Gutto) Carrer Lima nasceu em 1964, natural de Bauru (SP) onde viveu a infância, mas mudou-se no início de sua adolescência para a Capital de São Paulo. Estudante de arquitetura e aspirante à musica, psicologia e esoterismo, cessou o estudo formal ao tornar-se pai aos vinte anos. Priorizando o trabalho diante da responsabilidade familiar relativamente precoce, empreendeu um estúdio de criação em artes gráficas. Por demanda, logo o microempreendimento evoluiu para uma agência de publicidade. Como publicitário, buscou o conhecimento 'just in time' desenvolvendo assim, carreira autodidata como designer e produtor gráfico, redator e diretor de criação e arte. Especializou-se em marketing direto, campanhas promocionais, editoriais, identidade visual corporativa, marketing para restaurantes e fidelização de clientes. No auge de seu crescimento profissional, entrou em depressão após separação no casamento. Do estado decorrente de 'Burnout' e de drásticas ruptura…

A que propósito atende DesapEGO - O Livro?

Imagem
Atribuir propósito a um livro cujo conteúdo não fosse especificamente didático seria um paradoxo ao conceito da arte como finalidade em si mesma, ou seja, a finalidade da expressão. Não obstante, a expressão na literatura de alta qualidade alcança propósitos para além do que o autor poderia imaginar enquanto escrevia. A epifania despertada no leitor, a identificação com as personagens e com os diversos contextos na história narrada, são exemplos dessa transcendência que adquire, a partir da experiência, da inteligência e sensibilidade do próprio leitor, a capacidade de provocar reflexão e, por conseguinte, transformação. Um bom leitor, com um bom livro em mãos, não será o mesmo após lê-lo. Assim, o propósito da literatura é transformar a quem busca por crescimento intelectual, autoconhecimento, equilíbrio emocional, alento espiritual e tantas outras referências que ampliem a visão de si mesmo, da vida e do mundo. DesapEGO oferece essas possibilidades. É um livro para refletir, de que…

Abandono ou exclusão?

Imagem
Como eu poderia ter abandonado ao mesmo contexto que antes me excluiu? – A visão de quem vai e de quem fica se fixa no ponto que lhe causa menor dor. (DesapEGO - O Livro, Capítulo Vida Extra, pág. 520)

– Gutto Carrer Lima




Vida feita de quê?

Imagem
Me disseram: — "A vida é feita de escolhas." – E no meu íntimo acreditei que sem escolhas a vida não se faria; seria imprescindível ter o que escolher. Mas para escolher, é preciso responsabilidade; então pensei: — A vida é feita de responsabilidade. – E no meu íntimo a vida pesou, porque entre responsabilidade e desejo, descobri o dilema: — A vida é feita de dilemas. – No meu íntimo, agora conheci a angústia, porque angustiante é todo dilema: — A vida é feita de angústia. – Tantas vezes pareceu melhor não precisar escolher. Seria muito mais simples que escolhessem por mim. Não sentiria o êxtase da glória, mas também não teria o risco do arrependimento. De escolha, a vida se fez responsabilidade, dilema e angústia, entre glória ou culpa, sucesso ou fracasso, realização ou frustração, felicidade ou desgosto. Antes da glória, do sucesso, realização e felicidade, haveria uma grande decisão; uma grande angústia. Para diminuí-la, concluí: — A vida é uma chantagista e o tempo é o…

Buscar ou esperar o encontro?

Imagem
Li por aí que a busca se opõe à oportunidade do encontro, levando a crer que para encontrar, não se deverá estar buscando. Eu também já escrevi que em determinado ponto de minha vida, parei de correr feito louco atrás das coisas para que as coisas pudessem me alcançar. – Afinal, buscar ou não buscar? Devemos permanecer inertes como um vegetal? Vamos pensar...

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: