Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

No Presídio dos Desapegos

Imagem
O que será que pensa um homem (ou mulher) no exercício do cargo que ao presidir a república, preside também as vidas de milhões de pessoas? "Preside" me lembra presídio. Etimologicamente, presidir é "sentar-se à frente", e presídio é a "guarnição que se põe à frente de uma praça para protegê-la". Os significados das palavras mudam, e por conta de quem as profere, muda nossa confiança. Em vez de guiados e protegidos, nos sentimos presididos numa prisão, com nossos sonhos penalizados pela impossibilidade de realizá-los. O pior mal para todos, é a perda dos bons hábitos que nos davam graça em viver, por força da obrigação de somente pagar contas para sobreviver. As recessões provocam isso. Se a sua graça é viajar, já não viaja tanto. A graça de ler já não lê um livro por mês; talvez uns dois por ano. A satisfação de usar boas roupas já não se importa de sair à rua usando chinelinho. O carro pelo qual babava dá lugar à consciência ecológica para justificar a …

Motivos e Consequências

Imagem
Houve dias em que fui feliz. Não era assim uma FELICIDADE com maiúsculas, mas rolavam umas coisas interessantes que me faziam sentir vivo no meio dos aperrengues que elas também provocavam. Lógico... eu não sabia das consequências que trariam, que depois me deixariam muito INFELIZ, com maiúsculas. Acho que eu até tinha uma pequena noção. E daí? Vou que vou! Está gostoso! Igual ao ditado: tomo uns tombos mas me divirto! Me ferrei feio, meu irmão! Tudo bem.... agora já passou, apesar das marcas nos joelhos, das dores nos cotovelos e das velas que se queimaram. Benditas chamas que a gente só acende na hora do desespero para chamar por algum consolo! De tanto me consolar, apaixonei-me pelas luzes. Elas chegam mais fortes quando se está no escuro. Basta um lampejo delas para ver o que antes não via. – O que é melhor? A alegria inconsequente ou a tristeza que me ensina? Parece até que são irmãs. Ruim mesmo é a tristeza inconsequente e sem motivo. Se é para ter tristeza, que tenha um bom mot…

Agradecer é Fácil. Difícil é Perdoar.

Imagem
A gratidão e o perdão são como dois quartos vizinhos. O quarto da gratidão tem a porta aberta, é bem iluminado, arejado e o convida a entrar para caminhar até a janela, por onde você pode ver facilmente os maravilhosos motivos que tem para agradecer. Ali queremos permanecer, na companhia de nossas melhores lembranças. O quarto do perdão tem porta fechada. Dá trabalho entrar nele. Para começar, é preciso encontrar a chave. Ao abri-lo, você se depara com um lugar escuro, lúgubre, úmido, abafado e misterioso. É preciso atravessá-lo para chegar até a parede de fundo, abrir as cortinas empoeiradas e encontrar a janela de vidros embaçados que precisarão ser limpas para que comece entrar alguma luz. A luz do perdão sobre as más lembranças que escurecem o quarto. Se conseguir abrir as janelas, se conseguir perdoar, o quarto se clareará como o outro ao lado. Senão, desejará correr para fora para respirar, fechará novamente sua porta e assim ficará, como um quarto assombrado dentro da sua própr…

Portas de Saída

Imagem
Ouvi dizer que os vulcões seriam as portas do inferno. Descobri que não eram portas de entrada, e sim de saída para aqueles que na profundidade de suas crateras, se purificaram.

– Gutto Carrer Lima


Ambivalência

Imagem
Como me conhecerei se não der-me a chance de me ver em minhas ambivalências? Somos frágeis nas reações diante das discordâncias. Se me apresentar como anjo, não me reconhecerei como humano e decretarei a trágica fatalidade de fazer de mim mesmo uma mentira, somente para agradar.

– Gutto Carrer Lima


Sinos e Tambores

Imagem
Posso sentir o instante presente como a batida num tambor: Bum! E acabou. Virou passado. Ou o sentirei como o som de um sino tibetano: Doooooooooooooooooooooooommmmmmmmmmm... Um instante que se prolonga e nada penso enquanto o escuto esvanecendo-se. Se o instante for ruim, desejarei que seja tambor. Se for bom, saberei que ele não é, não foi, nem será; ele simplesmente está sendo sino; um instante que não desejo que acabe.

Esta é uma analogia com o Eterno Retorno de Nietzsche, como o entendo. Um instante que concentra em si, passado, presente e futuro, ou seja: a eternidade. – Não seria essa a eternidade prometida? Não a eternidade que está no futuro e nos faz ansiá-la, nem a que está no passado onde antes do princípio algo existiu para lhe dar origem.

A eternidade do sino se mantém no instante vivo enquanto é vivido, razão pela qual acredito ser o desapego do futuro ainda mais importante do que do passado. Porque o passado ainda se faz presente e, ato contínuo, sem ele não vivo plen…

Sem dentes, ascendentes e descendentes

Imagem
"O homem é um ser social", sobretudo porque nasce vulnerável e totalmente dependente de quem o proteja, cuide e o alimente. Apesar de todas as elucubrações acerca das delícias e mazelas do ego e da necessidade de "ser você mesmo", até que ponto seríamos de fato, "nós mesmos"? Aos sermos cuidados, somos adestrados por quem nos cuida desde bebês e por todas as influências do mundo. – Como seria ser "eu mesmo", se possível fosse ter nascido e crescido como nascem e crescem os animais? – Cabelos e pelos nunca cortados. Banhos de rio sem sabonete. – Que cheiro tem um ser humano após anos defecando e suando? Que pensamentos ele tem sem nunca ter visto outro de sua espécie? É possível pensar sem ter aprendido alguma linguagem? Como será a nossa real sabedoria essencial e intuitiva? Será preciso estar fora para ver o que há dentro? Quantos anos conseguimos sobreviver sem dentes, ascendentes e descendentes ?

– Gutto Carrer Lima





Não se troca energias. Troca-se Afetos.

Imagem
O que muitos chamam de "trocar energias" é uma gíria, uma força de expressão. O que na realidade se troca, são afetos. Você não pega uma energia, coloca numa caixa e entrega para alguém. A energia é produzida interiormente por quem recebe o afeto. Afeto é tudo o que afeta, pode ser bom ou ruim. Afeto não é carinho; o carinho é um afeto. Se alguma palavra, atitude, notícia, gesto, lembrança, pensamento, expectativa, crença ou acontecimento influenciou suas emoções e sentimentos, então o afetou. Logo, todas essas coisas são afetos, que podem vir de fora ou de dentro da gente mesmo. A autossugestão é um afeto interno, que pode ser produzido por outros afetos externos, em especial, as crenças em pensamentos mágicos. Os afetos são gatilhos de "energias", não são as energias, estas sim, imanentes aos afetos.
– Gutto Carrer Lima
|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  


Curtidas no Blog Desapego

Imagem
Deixei o "Blog Desapego" sem lugar para curtir, de propósito, para não criar em mim mais uma expectativa que me traria ansiedade. Mas tem a opção de comentar. O blog me avisa por e-mail quando alguém comentou. E tem também várias opções de compartilhar, em diversas redes sociais. Quer curtida maior e melhor do que um compartilhamento?
– Gutto Carrer Lima

Vem de Fábrica

Imagem
O Saber, aquilo que é intuitivo, já nasce na gente, "vem de fábrica", e precisa ser estimulado por tudo o que nos cerca, por tudo o que nos afeta. Crianças não nascem sabendo a "mexer" em celulares e computadores; elas nascem com a intuição à flor "da pele", e por isso "já sabem" aprender o que ninguém precisa ensinar. Nós, de gerações anteriores, nos ressentimos de não conseguirmos utilizar, a contento, tanta tecnologia que nos assedia. Às vezes me sinto estúpido por não assimilá-la. Me sinto fora deste mundo que resolveu ser novo, assim, de repente, sem aviso. Algumas coisas assimilarei, por curiosidade, necessidade e insistência. Outras deixarei passar batido, como quem espera o último modelo ser lançado antes de comprá-lo.
Se eu quiser realmente aprender algo novo, tenho que ligar o botão da intuição. Para ligá-lo, é preciso interesse. Para haver interesse é preciso vontade. E para haver vontade é preciso vivenciar interiormente o que o apre…

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Imagem
Informo que as pequenas crônicas, poesias, poemas e frases publicadas no "Blog Desapego", na página "Desapego - O Livro" do Facebook e no "Grupo Desapego ©" não são partes integrantes nem serão encontradas no mesmo livro. Trata-se sim, de textos inéditos do autor com exceção daqueles devidamente especificados como "Trechos ou Frases do Livro" a título de divulgação. Estas publicações dão uma noção prévia do estilo de escrita em prosa poética na obra impressa, mas estão longe de representarem a extensão e profundidade do seu conteúdo na totalidade, que inclui vinte partes distribuídas em quatro capítulos no decorrer de 608 páginas, além de um detalhado índice remissivo. Não seria possível expressar em fragmentos na internet, toda a representatividade de suas histórias, cuidadosamente escritas com absoluta coerência de sequência que compõem a obra. Portanto, não tomem a leitura das crônicas aqui publicadas, como sendo leitura parcial e fragmentada…

O Medo é uma Crença

Imagem
O medo é uma crença, uma trama complexa de associações dos nossos instintos com eventuais traumas, doutrinas religiosas e outros inúmeros fantasmas que nos assombram. Mude suas crenças e mudará sua vida atual. Isto deveria nos bastar para deixar leve o coração, mas não. Para vencer os diferentes medos é preciso conhecer suas origens, e assim expulsá-los como se expulsássemos demônios. Sorrateiros que são, no entanto, quando descobertos, escondem-se em outro canto. A vassoura do olhar interior os tira daqui e eles correm para ali, sem diferença. Mudam apenas de lugar, e continuam existindo instalados numa nova crença. Quem são os reais parasitas? Os medos ou as crenças? Se nada fazemos, porém, mais eles crescem, com a incrível habilidade que têm de nos ensinar a alimentá-los.

– Gutto Carrer Lima

|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Na Platéia

Imagem
Chega-se a um ponto em que ao olhar para as pessoas não faz mais diferença as roupas que estão vestindo, suas idades, seus cabelos recém saídos do cabeleireiro, o tempo investido na maquiagem, suas posturas cumprindo o esforço de serem sociáveis e aceitas. Olha-se e imagina-se, antes, os seus sonhos, o que as sustentaram durante os tantos ensaios. Vê-se por trás de tudo, que naqueles corpos residem almas, todas igualmente frágeis protegidas por uma pele fina, com células ainda treinando renovação, ou já esquecidas de seus códigos de DNA que as fariam sempre jovens. As almas podem ser tão belas, que nada parece lhes fazerem jus, tanto quanto fazem suas histórias futuras ou já vividas. São Vidas. Almas vivas. Sentidas além do que pode ser visto na compaixão que as despem dos estereótipos, imediatamente vestindo-as com o respeito da solidariedade por sermos humanos na nudez de nossas verdades imaginadas. – Ouço aplausos, lembrando-me que devo sair do transe e aplaudir, porque a música ac…

Sempre Igual

Imagem
José vivia sentindo-se incompleto. Até seu nome, que quer dizer "aquele que acrescenta", cobrava-lhe deixar um rastro de realização por todos os lugares onde caminhava. De tanto cobrar de si mesmo, José queria mudar. Mudava de roupas, mudava companhias, mudava de lugares. Cada novo lugar, José também queria mudar. Não poupava esforços para adaptar tudo a ele, em vez de se adaptar. E assim, não importa onde ele estivesse, o mundo de José permanecia sempre igual. 
Você pode moldar o lugar, ou ser moldado por ele. Algumas vezes será preciso moldá-lo, outras deixar-se moldar.
– Gutto Carrer Lima
|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




O Lugar que lhe Promete

Imagem
Prometheus era um jovem músico. Tocava tão bem seu instrumento que muitos paravam para ouvi-lo. Era emocionante ouvir as melodias que ele sozinho, tirava do seu cavaquinho. A música de Prometheus prometia, diziam, e assim passaram a lhe cobrar: — Você precisa também cantar! – De tanto ouvir, resolveu escutar, e começou a cantar. Mas Prometheus não cantava tão bem quanto tocava. E por cantar mal, deixaram de ouvi-lo tocar. Prometheus se entristeceu e emudeceu a voz, sentado na calçada com seu cavaquinho. Sem nada cantar, as pessoas novamente se admiraram de vê-lo tocar. E ele descobriu assim, que tocar era o seu lugar.
– Gutto Carrer Lima


|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Você é o Melhor de Você mesmo!

Imagem
O ouro pelo qual todos buscamos é a vontade. Vontade de viver. Despertar a vontade e manter sua chama viva é o melhor que podemos fazer pelo outro, o outro por nós, e nós por nós mesmos.
– Gutto Carrer Lima

|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




A sobrecarga de ser Amor e Felicidade

Imagem
Amor e Felicidade são conceitos tão amplos, que não podem existir da forma como genericamente pensamos entendê-los. Para existirem, o amor e felicidade precisariam ser completos, realizados em plenitude, incluindo todas as diversas formas às quais costumamos atribuir seus significados. As palavras Amor e Felicidade englobam tantos departamentos conflitantes entre si, que se tornam impossíveis de serem administrados. Sem conhecimento das palavras certas, ou nomes certos para cada um desses departamentos, erramos por chamá-los a todos de amor, ou de felicidade. Como consequência, hora nos iludimos, hora nos realizamos e noutra nos decepcionamos ao darmos à apenas duas palavras, a enorme sobrecarga de traduzirem as nossas melhores expectativas, prazeres, recompensas, glórias e não-fracassos.
– Gutto Carrer Lima

|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Dentro do Trem

Imagem
Estavam todos comigo no trem. Não olhava ninguém devido à paisagem que me distraía. A passagem seguia enquanto eu sentia a falta de alguém. Queremos a quem não temos, porque aqueles que temos, partes já são. Até que se vão e esperemos que venham, não sentimos a falta que um dia farão.
– Gutto Carrer Lima

|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  


Fragilidade

Imagem
Fragilização não é fraqueza. Algo muito poderoso e fora do controle precisou acontecer para fragilizar o forte. Poder, porém, não é força perpétua. A verdadeira força essencial se revelará na fragilidade, que mostrará ao forte, o quanto é capaz de suportar suas fraquezas até que consiga superá-las.
– Gutto Carrer Lima

|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Único Sobrevivente

Imagem
Foi culpa daquela música. Não se contentou em ser lembrança. Quis mais. Quis companhia de todos os dias em que foi ouvida. Sucessivos flashbacks de imagens, pessoas, lugares. – Pare! Eu não quero rever! – Pensando bem, continue! Só mais um quadro, uma cena. Replay na canção e nos anos que se misturam em câmera nervosa. Já não controlo os movimentos. Momentos idos que vem e vão, e sobrepõem-se uns aos outros em completa desordem girando como ponteiros em contrárias direções. Meu coração, ele vê tudo e pergunta: – Você se lembra? – Eu digo: – Sim. As memórias que só em mim permanecem, conhecem mais e mais a solidão, porquanto só eu me lembro e eles não. Sou vivo em meus tempos. Livre descontente, levando comigo o remorso e a saudade de ser em nossas recordações, o único sobrevivente.
Gutto Carrer Lima


|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Dores Minhas, Suas e Nossas

Você já parou para pensar que sofremos algumas dores justamente para que outros não as sofram? As dores podem ser comuns para muitas pessoas, mas sua intensidade, a maneira de suportá-las e lidar com elas, são particulares. – Não faço apologia à dor e sofrimento; simplesmente valorizo o que nos faz crescer. O contentamento, que por um lado nos traz alguma paz, também nos estagna. O que nos perturba, também faz questionar. O artista sente satisfação pelo descontentamento, porque é o que o motiva a criar. No contentamento não há evolução, e por isso a alma artista foge dele, ou passa a produzir mero entretenimento ilusório destinado a agradar a quem busca tão somente estar contente. Isto também tem valor, pois nem todos têm fôlego para mergulhar em águas profundas; as águas por onde nadam as dores que não são só nossas, e que o artista ajuda a trazê-las para a superfície a fim de não nos afogar.
– Gutto Carrer Lima




|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA

Saber desaprender

Imagem
Sou ciente de que corro o risco do julgamento. Ainda assim, não aprendo, porque se eu aprender, correrei o risco de não ter o que fazer. – Coragem, amigo! O mundo está cheio de receitas prontas, mas há circunstâncias em que o melhor é desaprender. É um dos caminhos para encontrar-se consigo mesmo.
— Fique tranquilo. Sempre haverá o que aprender. O conhecimento é infinito. Ainda bem. Senão a vida seria um tédio – diz uma amiga.
— Nunca sabemos tudo...todos os dias aprendemos um pouco mais! – diz outra amiga.
A questão é: — O que aprender? – Somos vulneráveis a uma infinidade de equívocos e julgamentos que podem nos afastar da vida em vez de nos integrar a ela. Um importante aprendizado é desaprender o que não funciona: as ilusões das convenções. E inclusive conservar aquelas que nos ajudam temporariamente, até que um entendimento maior as substituam pela essência da intuição. Saber é diferente de conhecer. O saber é intuitivo, podemos dizer que vem da alma, e pode nos mostrar o que de…

Água Doce e Fresca no Deserto

Imagem
"Em geografia, um oásis é uma área isolada de vegetação em um deserto, tipicamente vizinho a uma nascente deágua doce." Os oásis são reais e existem nos desertos. O deserto é o seu lugar, assim como as miragens que ocorrem em regiões desérticas. As miragens também são reais como fenômenos físicos, embora sejam ilusões ópticas.

Um oásis é vital para quem viaja no deserto, devido à sua água doce. Sem essa água, o próprio oásis não existiria. Seria apenas uma miragem, como tantas as ilusões que vislumbramos na ânsia de encontrarmos o que sacie nossa sede durante a travessia. Algumas pessoas são potes de água doce e fresca colocadas por Deus em nossos caminhos, quando caminhávamos em miragens de água salgada num deserto.

– Gutto Carrer Lima



|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Limite da Intolerância num Sonho Raivoso

Imagem
Dormi à tarde e tive um sonho esquisito. Nele eu era testado no limite da tolerância com relação às ações, intenção e motivação de um pequeno grupo de pessoas que agiam de forma muito estranha e sem nenhum escrúpulo ou sentido para mim. Pude então me ver reagindo com extrema raiva, impaciência e até violência com quem liderava aquele grupo. Suas ações não eram do bem. E para combater o que eu julgava ser mal, tornava-me também, mau.

Percebi que a tolerância tem limites. E que não sou "santo" ou exemplo de comportamento e conduta durante todo o tempo e sob quaisquer circunstâncias. Percebi também que a coragem em "peitar" uma situação que seja inquestionavelmente ruim para todos, energiza até o último fio de cabelo do corpo. Raiva transmutada em ação. – Às vezes eu queria ser assim. Será que não sou? Qual é o limite da tolerância de cada um? E qual o limite a ser tolerado?

Nem para tudo devemos baixar a cabeça, embora em tudo devamos ponderar antes de agir. Difícil.…

Afeto: Fonte de Energia Vital

Imagem
Se tivéssemos real noção do poder dos afetos para recarregar nossas baterias e nos encher de boa vontade, reservaríamos grande parte de nosso tempo a fabricar energia vital. O problema é que esperamos que nos deem, antes de darmos. – Eu sei, essa história de "dar para receber" parece conto da carochinha, de tão velha. Acontece que ela sobrevive porque é verdadeira, funciona. Podemos substituir os verbos "dar" e "receber" por "trocar", só para não parecer demagogia, que rola muito por aí. Por que não? Falamos tanto em "trocar energia". Então, que troquemos afetos! É a mesma coisa! – E o que é necessário para trocarmos afetos? Amor? Sim... amor é importante. Respeito é importante. Também a empatia. Note que tudo o que é bom é importante. Mas tem algo imprescindível para que tudo de bom encontre um caminho para fluir: Tempo! É o que todos temos para dar e receber. Temos tanto tempo que o desperdiçamos com bobagens. E aí sobra pouco dele p…

Um livro já começa com uma atitude positiva: ABRIR!

Imagem
Uma ou duas horas navegando em redes sociais pode equivaler à leitura de algumas páginas de um livro – em quantidade, porém, não em boa qualidade. – Ao final deste tempo, ficamos estafados de informação fragmentada e pouco assimilada, até porquê, somos limitados na nossa capacidade de absorção de muita informação ao mesmo tempo. A variedade fascina porque entretém, faz passar o tempo e enganar o tédio, como um paliativo que em vez de preencher, aumenta o vazio. Já um bom livro o acompanha durante e após sua leitura. Ele não se desliga de você ao fechar a página. E abre possibilidades que leituras superficiais e aleatórias não abririam. Existe uma infinidade de livros e estilos de leitura nos esperando em livrarias, bibliotecas e às vezes até em nossas próprias estantes. Não se pode compartilhar as páginas de um livro num clique e contar quantas curtidas conseguiu, mas é possível aplicar, vivenciar e compartilhar do conhecimento que adquiriu ao ler, e isto, por si, é uma grande curtiç…

Descobri o que eu tinha quando percebi que eu estava dando o que pensava não ter

Imagem
É possível sim, dar ao outro o que não se tem. Duvida? – Então vamos pensar juntos. 

Cada um dá ao mundo aquilo que tem, no sentido de que dará o que sabe e faz de melhor. Mas há de se considerar: é possível que tenhamos muito mais do que pensamos. E que estejamos dando justamente aquilo que não conseguimos nos dar.

Ainda nos tempos de criança, eu via em filmes e desenhos animados, personagens que estando desiludidos com a vida resolviam alistar-se na legião estrangeira (!) – uma decisão caricata de quem não teria mais nada a esperar do mundo para si, e por isso se dedicaria a uma missão altruísta voluntária, anulando-se completamente. Um exemplo de que mesmo quando desprovidos de amor próprio, ainda resta amor para dar. Portanto, é um grande equívoco dizer que não seja possível amar ao outro, sem antes amar a si mesmo. Pelo contrário, poderá até dar mais amor do que quem ame demais o próprio nariz. Do mesmo modo, se necessário fosse ser bem sucedido para dar lições de sucesso, não exi…

Atenção desviada

Imagem
Para obter êxito, um mágico ilusionista distrai sua visão para outro ponto, para que olhe e não veja o que deveria. Do mesmo modo, nossa atenção é desviada para o presente e futuro, para que não vejamos a realidade que o passado revela. O conhecimento histórico é inimigo da ilusão. O passado não deve ser revivido, mas deve ser conhecido, para entendermos o presente e não cairmos nas armadilhas do futuro ilusório que nos mantém presos a toda sorte de manipulação.

Trecho de © 2017 Desapego - O Livro

— Gutto Carrer Lima


|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Escravidão e Rendição

Imagem
A palavra "escravidão" é erroneamente utilizada. A vida é repleta de circunstâncias que requerem sim, a nossa "rendição", até para que possamos ter alguma sensação de segurança e liberdade. A considerar também, que ninguém pode ter completa segurança e ainda assim manter sua liberdade. Nem tão pouco ser completamente livre com completa segurança. Haverá de se escolher um certo equilíbrio entre segurança e liberdade e, portanto, de render-se ora a um, ora a outro.

– Gutto Carrer Lima





|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Em camadas de escamas

Imagem
As camadas fúteis me cobram que eu conte a elas o que faço. Insistentes, querem me ver em fotos, sorrisos e poses caídas em redes. É assim que elas contam o que fazem. Uma hora aqui, outra ali, em nenhuma delas sinto-me um peixe, e ainda assim vejo-me preso, imerso numa rede. A futilidade rege o tempo do qual também sou parte, porém de uma outra camada, pequena em número e tão grandiosa por deixar-me caber nela, que se torna o meu mundo, talvez o último que sobrou e do qual não posso excluir-me. – A quem devo agradecer? – A todos que não sendo peixes, também se sentem fora d'água.

– Gutto Carrer Lima



|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Livro de Pétalas

Imagem
Um livro é um ramalhete. Cada página, uma flor. Cada linha de texto, uma pétala. E cada palavra, uma gota de orvalho que pingará sobre os olhos de quem o lê, como colírio que lava a alma e rega, no interior do coração, o solo fértil de onde brotará as sementes plantadas pelos seus significados.

Assim como flores são presentes que se colhem ou se compram para presentear, também deveria ser um livro, um presente a ser recebido de alguém que o comprou pensando em nós.

– Gutto Carrer Lima



|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Intimidade

Imagem
Não nos despimos facilmente de posturas sociais perante as pessoas nos mais diferentes lugares. E não precisamos estar pelados para sermos verdadeiros, mas precisamos de paredes para nos libertar.
– Gutto Carrer Lima © 2017 Desapego





|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Conhecer as intenções

Imagem
Muitas vezes desconhecemos até mesmo as nossas próprias intenções, quanto menos as dos outros. Ou elas nem existam, necessariamente, de forma premeditada. Confiança seria a palavra mais bela. Logo, traição seria a mais feia. Viver questionando constantemente a veracidade do outro nos faz frios, desconfiados, incapacitados de entrega. Isto é triste para a existência. Faz viver com freios puxados. Por outro lado, soltar-se completamente nos expõe, e nos deixa vulneráveis. O ser humano é um animal perigoso, tanto quanto amável e sujeito aos seus próprios equívocos, capaz de enganar e justificar-se ao outro e a si mesmo. Somos requisitados a ver com um olho na luz e outro nas sombras.

– Gutto Carrer Lima

|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  




Despertar da Essência ou da Ética?

Imagem
Fala-se muito sobre o despertar da Essência de cada um. No entanto, há de se considerar: — Há pessoas cuja essência é muito melhor do que o produto o qual se tornaram por força das influências e necessidades do mundo; e há outras cuja essência seria melhor não ser despertada. Podemos ingenuamente acreditar que todos tenham uma boa essência. No entanto, nossos instintos nem sempre nos levam à melhor prática do que seja bom para todos. Seja qual for a chamada essência individual, existe um diferencial sem o qual a vida em sociedade se torna impossível, e somente com ele a evolução coletiva pode acontecer. Este diferencial se chama Ética, e nunca pode adormecer.
– Gutto Carrer Lima


|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  





SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: