Dentro da embalagem

Não quero dizer apenas o que você quer ouvir, embora algumas vezes eu o diga, sem querer. Não sou empresa que pesquisa tendências para produzir o que querem comprar. Não sou marca que cria necessidade e desejo para depois vender satisfação. Não sou produto que se adequa ao que o consumidor gosta, ou que impõe um novo hábito para fazê-lo gostar dele. Posso adequar-me na forma, ser de papel ou digital para tornar-me mais acessível, mas continuarei sendo o que sou em conteúdo. Na premência de ser, preciso de você, porque preciso aprender. E carrego em mim uma ânsia desesperadora de ensinar. É um fardo pesado quando nada aprendo e nada ensino. É fluidez quando o jogo é aceito e as partes interagem. Quando acontece, flui. Quando não, trava, e resta apenas o querer que fosse diferente. Como estou farto do querer! Quero ser comprado, mas não me venderei à imposição de ser o que não sou, para ter em vez de ser. Preciso do mundo para ser Gutto, não puto.

– Gutto Carrer Lima

Dentro da embalagem

Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

Buscar ou esperar o encontro?

A que propósito atende DesapEGO - O Livro?

Os Três Pedidos

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: