Amor é Ética. Ética é Amor.

"Amai-vos uns aos outros"* é, sobretudo, uma orientação ética. Amar é viver o constante dilema de decidir e deliberar segundo o que seja melhor para todos. Logo, amor é ética, ética é amor. A ética e o amor requerem uma visão holística. Qualquer ação visando unicamente o indivíduo, sem considerar suas implicações para todos, não será ética, portanto não será amor.

A palavra amor tem a enorme responsabilidade de representar muitas coisas. Amor não cabe numa única descrição, ou num único sentimento ao qual se denomina amor. Muitos o associam imediatamente à paixão, tesão, carência, dependência. Podemos associá-lo à compaixão e solidariedade. Ou a desejar o bem do outro e agir voluntariamente para ganhar pontos no céu. Ou a afinidade gratuita e espontânea que se sente por alguém, sem necessariamente desejar copular com ela. Entre tantas outras associações, a ética é a que o representa de maneira mais abrangente, porque alcança além de um sentimento individual, e visa o que seja melhor para todos, ainda que alguns discordem quando o melhor para a maioria não é melhor para os seus próprios interesses. Assim, amor também é capacidade de abdicar de si mesmo.

– Gutto Carrer Lima

(*) Jo, 15:12

Amor é Ética. Ética é Amor.

Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

A que propósito atende DesapEGO - O Livro?

Dor: o princípio da Vida

Não é depressão, é desilusão

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: