Uma Linguagem Universal

Ele era um ser fisicamente grande comparado às formigas. Por esta razão, não dava importância às formigas. Preferia olhar para o céu a olhar para baixo. Olhando para o céu, ele via naves e luzes. Fascinado com o que via, nem imaginava que os seres que lá estavam o viam como ele via as formigas; não por o considerar insignificante, mas por não existir qualquer chance de se comunicarem num nível compatível. Antes de se comunicar com os anjos das naves, ele haveria de aprender a se comunicar com as formigas, com os homens de todos os níveis e consigo mesmo. Qual seria, no entanto, a linguagem universal?

– Gutto Carrer Lima



|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  






Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

Desapego - O Livro – Um convite à reflexão

Desapego não é lata de lixo

"Todo mundo está mudando e eu não sinto o mesmo."

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: