Mala sem Alça

A alma é uma malabarista fadada a ficar equilibrando o corpo, que por natureza está sempre inclinado e pendendo de um lado ou de outro, demandando a alma em constantemente satisfazer suas necessidades e desejos para juntos manterem-se vivos. Visto deste modo, o chamado "desercarne" ou morte física há de ser um grande alívio para a alma, que finalmente poderá cuidar de si mesma sem o peso dessa mala sem alça que é o corpo. Logo, não há motivo para temer a "morte", exceto pelo fato que sem o corpo, ela perde a autoconsciência que depende do tempo para existir, e ganha, em compensação, a experiência da eternidade, que não haverá de ser entediante já que em sua instância, o tempo não existe.

Gutto Carrer Lima

Mala sem Alça

Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

A que propósito atende DesapEGO - O Livro?

Dor: o princípio da Vida

Não é depressão, é desilusão

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: