Único Sobrevivente

Foi culpa daquela música. Não se contentou em ser lembrança. Quis mais. Quis companhia de todos os dias em que foi ouvida. Sucessivos flashbacks de imagens, pessoas, lugares. – Pare! Eu não quero rever! – Pensando bem, continue! Só mais um quadro, uma cena. Replay na canção e nos anos que se misturam em câmera nervosa. Já não controlo os movimentos. Momentos idos que vem e vão, e sobrepõem-se uns aos outros em completa desordem girando como ponteiros em contrárias direções. Meu coração, ele vê tudo e pergunta: – Você se lembra? – Eu digo: – Sim. As memórias que só em mim permanecem, conhecem mais e mais a solidão, porquanto só eu me lembro e eles não. Sou vivo em meus tempos. Livre descontente, levando comigo o remorso e a saudade de ser em nossas recordações, o único sobrevivente.




|  FRASES  |  CRÔNICAS  |  HISTORINHAS  |  POEMAS  |  MÚSICAS  | POESIA |  FILMES  |  





Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

Não é depressão, é desilusão

Fazer o Bem sem olhar a Quem

Dor: o princípio da Vida

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: