Sem dentes, ascendentes e descendentes

"O homem é um ser social", sobretudo porque nasce vulnerável e totalmente dependente de quem o proteja, cuide e o alimente. Apesar de todas as elucubrações acerca das delícias e mazelas do ego e da necessidade de "ser você mesmo", até que ponto seríamos de fato, "nós mesmos"? Aos sermos cuidados, somos adestrados por quem nos cuida desde bebês e por todas as influências do mundo. – Como seria ser "eu mesmo", se possível fosse ter nascido e crescido como nascem e crescem os animais? – Cabelos e pelos nunca cortados. Banhos de rio sem sabonete. – Que cheiro tem um ser humano após anos defecando e suando? Que pensamentos ele tem sem nunca ter visto outro de sua espécie? É possível pensar sem ter aprendido alguma linguagem? Como será a nossa real sabedoria essencial e intuitiva? Será preciso estar fora para ver o que há dentro? Quantos anos conseguimos sobreviver sem dentes, ascendentes e descendentes ?

– Gutto Carrer Lima
Sem dentes, ascendentes e descendentes





Comentários

SOBRE ESTE BLOG:

Este é um espaço destinado às frases, crônicas, poemas e historinhas que não entraram no livro e a novos textos do autor. Escolha o tema pelo Marcador:

Postagens mais visitadas deste blog

A que propósito atende DesapEGO - O Livro?

Dor: o princípio da Vida

Não é depressão, é desilusão

SIGA ESTE BLOG POR E-MAIL: